Hospital Metropolitano cria central de atendimento para o agendamento dos candidatos ao transplante cardíaco

 em Cirurgia Cardíaca, Doação de Órgãos, Humanização, Humanização Hospitalar, Notícias, Pioneirismo, Transplante

O Hospital Metropolitano Dom José Maria Pires, em Santa Rita, é o primeiro do estado 100% SUS habilitado para realizar o transplante de coração adulto e pediátrico. Com o objetivo de atender os candidatos ao transplante cardíaco de maneira mais ágila unidade de saúde, criou uma central de agendamento, disponível através do número: (83) 3229-9157, para a consulta dos candidatos com um especialista, funcionando das 8h às 16h, de segunda a sexta-feira.

De acordo com o coordenador da Unidade de Transplante Cardíaco do Metropolitano, Dr. Otávio Braga, o agendamento para a consulta, será realizado apenas, com os pacientes que corresponderem aos critérios pré-estabelecidos. “É preciso que o paciente tenha entre 18 e 65 anos. Assim também como ter o diagnóstico de insuficiência cardíaca grau III ou IV, e desse modo possuir o encaminhamento de um cardiologista e exame de ecocardiograma” pontuou o médico.

A instituição já dispõe do atendimento ambulatorial para transplante, como explicou o diretor-geral, Antônio Pedrosa. “Quando recebemos a habilitação do Ministério da Saúde, imediatamente criamos a Unidade de Transplante Cardíaco, para alinhar todas as medidas necessárias para o atendimento dos candidatos. Dentre as quais, passamos a disponibilizar uma especialista, para realizar a primeira consulta dos futuros transplantados, aqui na unidade. Todos os que forem aprovados nesse teleatendimento, serão agendados para o atendimento ambulatorial, e seguirão sendo acompanhados até a realização do transplante”, afirmou o diretor.

O Hospital Metropolitano, recebeu o credenciamento para realização do transplante em junho deste ano, mas devido a pandemia e o risco que o vírus apresenta aos transplantados, a unidade tomou como medida, junto a Secretaria de Estado da Saúde, o adiamento dos atendimentos e realização da cirurgia, mas após avaliação sanitária e dada a retomada de alguns serviços, em breve, a unidade realizará o primeiro transplante cardíaco do estado em um complexo hospitalar de atendimento exclusivo pelo SUS.

Postagens Recentes