Hospital Metropolitano desenvolve projeto de capacitação profissional com foco em Neurologia e Cardiologia

 em Humanização Hospitalar

Referência no tratamento Cardíaco e Neurológico, o Hospital Metropolitano Dom José Maria Pires, em parceria com o Centro Formador de Recursos Humanos (CEFOR-RH/PB) lançou um projeto para qualificar os profissionais das áreas de Fisioterapia, Fonoaudiologia, Odontologia, Terapia Ocupacional, Farmácia, Serviço Social e Nutrição. Ao todo, mais de 200 profissionais de unidades da Rede Estadual de Saúde da Paraíba receberão a capacitação com foco em Neurologia e Cardiologia.

A primeira turma iniciou no último dia 02, com integrantes da área de Fisioterapia, das instituições estaduais de saúde de João Pessoa, Campina Grande, Mamanguape, Cajazeiras, Patos e Santa Rita. Laryssa Marcela, coordenadora da Fisioterapia do Hospital Metropolitano, falou a cerca da metodologia aplicada. “Abordamos nesta primeira etapa as técnicas com foco em pacientes neurológicos. Métodos invasivos e não invasivos, gasometria, ventilação mecânica e outras temáticas, sempre com foco multidisciplinar para melhor atuação dos profissionais em suas unidades de saúde” pontuou.

Kíssia Mayanne, coordenadora de Fisioterapia do Hospital Clementino Fraga, em João Pessoa, e participante do curso, elogiou a iniciativa. “O Hospital está de parabéns, em organização e sequência das disciplinas. Irei compartilhar e aplicar o conteúdo com os demais da minha equipe, que não puderam estar presente neste momento tão enriquecedor de compartilhamento de experiências e conhecimento. Já estou ansiosa para o próximo módulo, no mês que vem”, declarou.

As ministrações ocorrem no auditório do Hospital Metropolitano e todo o curso terá duração de 20 horas que proporcionará certificação pelo Cefor-RH/PB. “As aulas são presenciais, para isso buscamos promover toda a segurança sanitária necessária, respeitando o distanciamento entre as cadeiras, uso obrigatório de máscara e álcool a 70%. Além da redução da capacidade do auditório, no qual definimos por turma, a participação máxima de 40 alunos”, pontuou a coordenadora da Educação Permanente, Mariana Gonsalves.

De acordo com o diretor de Ensino, Pesquisa e Inovação do Hospital Metropolitano, Dr. Mário Toscano, o projeto resultará em benefícios principalmente para os pacientes da rede SUS. “Estamos disseminando e promovendo a cultura do conhecimento, estratégia essa que integra a nossa missão enquanto instituição com foco na Alta Complexidade, mas também, no Ensino e Pesquisa. Essa é uma oportunidade que trará frutos para toda população paraibana, pois aqueles que necessitam de atendimento em nossa rede Estadual de Saúde, o receberão de maneira cada vez mais qualificada” destacou.

Os cursos seguem um cronograma por disciplina e respeitando a capacidade máxima de 40 participantes. Para a próxima turma, as inscrições estão abertas, como pontuou o coordenador da Fisioterapia, Jean de Lima. “O pré-requisito é ser fisioterapeuta e funcionário da rede estadual de saúde, preencher o formulário, disponível através do link:https://docs.google.com/forms/d/e/1FAIpQLSdTiXlLJnqOqGXcMSjuNYHR10W2WHUhdU-0EnxztR2ocUfHlw/viewform?usp=sf_link e comparecer nos dias 06, 07 e 08 de novembro nos horários estabelecidos para o curso. Nestes dias serão abordados a Fisioterapia com foco nos cuidados aos pacientes Cardiológicos” concluiu. 

Postagens Recentes