Hospital Metropolitano promove ações de Educação Permanente em Saúde

 em covid-19, Humanização, Humanização Hospitalar, Notícias

Visando aprimorar os processos de trabalho dos profissionais de saúde do Hospital Metropolitano Dom José Maria Pires, a Diretoria de Ensino, Pesquisa e Inovação iniciou na última segunda-feira (10), um trabalho permanente em Assistência de Enfermagem na Prevenção e Tratamento nas Lesões por Pressão (LPP). As ministrações são realizadas diariamente, no período da tarde, no auditório da instituição, respeitando o limite de vagas para distanciamento entre os participantes.

As Lesões por Pressão (LPP) ocorre principalmente quando o paciente passa muito tempo acamado, restrito ao leito ou com dificuldade de mudança de decúbito, como por exemplo, nos pacientes em longo tratamento da Covid-19. “Nestes casos os riscos de escaras são bastante frequentes, por conta da constante pressão localizada em apenas uma região, que diminui o fluxo sanguíneo e aumenta a fricção, causando sérios danos à pele”, explicou a coordenadora da Assessoria de Pele, Adellúcia Silva.

Para atuar da maneira mais adequada possível e principalmente visando a prevenção e segurança do paciente, a coordenadora acrescentou que durante as ministrações, os participantes aprendem identificar e classificar as LPP; otimizar a indicação e uso racional de medicamentos e desenvolver atitudes para prevenção. “O nosso olhar é voltado para o bem-estar do nosso paciente. Por isso, estamos trabalhando com essa visão de prevenção, de avaliação de risco precoce para diminuir a incidência dessas lesões no momento da admissão e realizar o tratamento das lesões que são importadas, ou seja, que os pacientes já trazem das unidades de origem. Trabalhamos para auxiliar na melhora e principalmente na qualidade de vida deles” pontuou.

“Chamar atenção para este problema e para a necessidade de prevenir e tratar de forma eficaz este tipo de lesão é imprescindível. Muitos de nossos colaboradores já tem essa visão, mas estamos trazendo nessa série de ações, abordagens inovadoras, com outras denominações, com novas nomenclaturas, baseadas em estudos nacionais e internacionais, propondo mudanças de práticas em saúde e investindo na qualificação dos nossos profissionais”, afirmou a coordenadora da Educação Permanente, Mariana Gonsalves.

Já, o diretor de Ensino e Pesquisa da unidade, Mário Toscano, ressaltou a relevância de ações como estas. “O Hospital Metropolitano foi concebido com esse formato de dar capacitação aos colaboradores e prestar assistência de alta complexidade à população paraibana. É com o intuito de efetivar essa vocação de ensino e pesquisa que o hospital promove momentos como esses. Apenas nesta primeira semana, o serviço oportunizou capacitação a mais de 140 profissionais, entre enfermeiros, técnicos de enfermagem e fisioterapeutas”, declarou.

Com o slogan “Mude de lado e evite a pressão”, a equipe envolvida no projeto faz um convite a mudança de atitude, planejamento e estratégia. “Esse slogan é para que a gente esteja sempre observando nossas estratégias e nossas avaliações de atuação, porque quem ganha com tudo isso é o paciente”, concluiu Adellúcia Silva, coordenadora e ministrante das capacitações.

Postagens Recentes