Mil altas de pacientes recuperados da Covid-19 é celebrada no Hospital Metropolitano

 em covid-19, Hospital Metropolitano, Humanização Hospitalar, Notícias

“Os dias de angústia se foram, meu amor”. Foi com essas palavras, em lágrimas e um buquê de rosas na mão que o esposo de Julyana de Albuquerque Aquino, a recebeu no fim do corredor formado por profissionais de saúde, para homenagear a paciente de número mil, que se recuperou da Covid-19 no Hospital Metropolitano Dom José Maria Pires, em Santa Rita, uma das unidades de saúde referência no atendimento a casos de média e alta complexidade da Covid-19 na Paraíba.

Julyana de Albuquerque, de 32 anos, é professora em João Pessoa, esteve internada por oito dias na enfermaria, devido a complicações respiratórias, mas se recuperou bem. Emocionada, durante a sua saída, foi recebida calorosamente pela equipe médica e multidisciplinar em um corredor formado por esses profissionais. “Estou em êxtase. Minha alegria hoje é dobrada, poder representar as vidas que por aqui passaram e também receberam o mesmo carinho e cuidado que eu recebi, me faz sentir honrada. Eu não tenho palavras para agradecer tudo que fizeram por mim”, declarou.

Na ocasião, o secretário executivo de Gestão da Rede de Unidades de Saúde, Daniel Beltrammi, pontuou a satisfação da Gestão do Estado em conceder a alta, ressaltando também a relevância da continuidade com as medidas de proteção. “O governo do Estado da Paraíba e a Secretaria Estadual de Saúde, devolve hoje a milésima paraibana, aqui do Hospital Metropolitano, de volta para sua casa. Um momento muito importante, para nos encher de entusiasmo, sensação de dever cumprido, e mais do que nunca, nos encher de energia para continuar. O carnaval vem vindo aí, e toda população pode nos ajudar a continuar nesse combate ao vírus. É hora de permanecer com seu núcleo familiar básico, com as pessoas que moram com você na mesma casa. Vamos juntos, porque assim nós podemos proteger toda Paraíba”, expressou.

De acordo com o diretor geral do Hospital Metropolitano, Antônio Pedrosa, o resultado atingido é fruto do empenho de toda equipe nos cuidados prestados aos pacientes. “Os nossos profissionais trabalham com muita dedicação, dando o aporte que nossos pacientes precisam e seguindo todos os protocolos. E resultados como estes revelam que a nossa atuação tem feito a diferença na saúde da população paraibana” concluiu.

O Hospital Metropolitano conta com 30 leitos de UTI e 31 de enfermaria, exclusivos para o tratamento de pacientes acometidos pelo novo Coronavírus. Como forma de homenagear também os profissionais de saúde que atuam contribuindo para a recuperação da saúde dos pacientes com a Covid-19, a nutricionista do Metropolitano, Ana Cabral, produziu e recitou um cordel, encerrando a celebração.

Cordel Mil Altas Metropolitano, por Ana Cabral

EM DOIS MIL E VINTE

ANUNCIA A PANDEMIA

DE UM VÍRUS DEVASTADOR

ONDE DELE NADA SABIA

O MUNDO PAROU EM TRANSE

COM TAMANHA AGONIA


INICIA A BATALHA

PARA EQUIPE DA SAÚDE

LIDAR COM O DESCONHECIDO

DEUS DO CÉU QUE NOS AJUDE

INSPIRANDO A CIÊNCIA

EM BUSCA DO QUE NOS CURE


HOJE O NOSSO HOSPITAL

TEM A HONRA DE DIZER

DAS MIL ALTAS NO COVID

TEMOS ORGULHO POR VENCER

ATÉ AQUI A BATALHA

DA DOENÇA MAIS TEMIDA


COM EQUIPE COMPROMETIDA

ISSO PÔDE ACONTECER.

AINDA ESTAMOS NA LUTA

COM TANTAS COISAS OCULTAS

MAS PRONTOS PARA VENCER.


DE MÃOS DADAS VAMOS JUNTOS

SEGUINDO A NOSSA MISSÃO

ABRAÇANDO ESTA LUTA

TODOS JUNTOS EM UNIÃO

VENCEMOS ESTA ETAPA

CUIDANDO COM O CORAÇÃO.

Postagens Recomendadas