Musicalização, Contação de Histórias e Cinepipoca marcam a semana de atividades infantis, no Hospital Metropolitano

 em Humanização, Humanização Hospitalar, Notícias, Pioneirismo

“Olhinhos brilhando, sorrisos notáveis, alegria contagiante e emocionante”, desse modo, definiu a coordenadora de Enfermagem do Hospital Metropolitano Dom José Maria Pires, Adriana Haydêe, a reação das crianças às atividades desenvolvidas pelos profissionais da instituição, com o apoio de grupos voluntários, para homenagear os pequenos pacientes. A programação especial iniciou na quarta-feira (8), e segue até a próxima segunda-feira (12), data alusiva ao Dia das Crianças.

As ações são promovidas pelas equipes de Humanização e Enfermagem do Hospital. No primeiro dia de atividades, o grupo voluntário Júnior Ágape Eventos, de Santa Rita, propiciou, momentos de alegria e descontração. “Trouxemos o Leleco, nosso mascote, para alegrar a criançada. Passamos mais de 130 dias totalmente isolados e sem realizar um evento, devido a pandemia, mas estamos voltando a ativa, e embora com a agenda cheia nesta semana, quando recebemos o convite para vir, não podíamos recusar, essa é uma forma de agradecer a Deus por esse retorno, levando alegria para as crianças e recebendo de volta todo carinho”, declarou emocionada a psicóloga e integrante do grupo, Joanaline Correia.

E, foi ao som de várias gargalhadas e com um olhar atento a tudo que se passava ao redor, que Felipe da Silva, de 6 anos, internado no complexo hospitalar, para tratamento neurológico, vibrou com as atividades realizadas. “Muio Legal! Eu amei os tios e o Leleco!”, disse encantado, referindo-se ao mascote. “Eu também amei, e estou muito feliz com a felicidade dele. Esse hospital se preocupa com a gente, como um todo”, acrescentou a mãe de Felipe, Francisca Martha.

Nesta sexta-feira (9), segundo dia de atividades, o Grupo Arautos, de João Pessoa, visitou as internações e UTI pediátrica, emocionando mãe e filhos. “Assim conseguimos esquecer um pouco que estamos no hospital e nos desprendemos das preocupações e ansiedade. Eu agradeço por este momento”, frisou, Bruna de Lima, 25 anos, mãe de uma criança de 11 meses que recebe tratamento pela cardiologia.

Para o voluntário e líder do grupo, Lucas Taveira, depoimentos como esses fazem o trabalho ter total sentido. “Arautos significa ‘Mensageiros de um grande Rei’. Esse era um cargo de confiança, em que o Rei designava um homem para entregar mensagens em outros reinos. Nós desejamos ser assim, por isso o nome do grupo. Levamos a mensagem de Boas Novas do Rei Jesus. Estamos felizes por estar aqui no Metropolitano, fazendo essa obra voluntária”, salientou.

“Grande parte das crianças que se encontram no hospital, passam por longos períodos de internação característicos de procedimentos de alta complexidade. Pra nós é uma satisfação imensa ver o brilho no olhar de cada um deles, no momento das ações”, pontuou, Marilurdes Miguel, assistente social e integrante da Equipe de Humanização do Metropolitano.

Toda a programação acontece na brinquedoteca da instituição, situada no 1º andar,  e conta com distribuição de brinquedos doados pelos funcionários, além de Kits educativos, com livros de colorir, elaborados pela equipe de Terapia Ocupacional. As crianças com atendimentos eletivos, agendados para o Ambulatório da instituição também são contempladas.

Postagens Recentes